Educação de Rondônia é destaque nacional e professor ganha prêmio “Respostas para o Amanhã”

1


Na terça-feira (5), em São Paulo, concorrendo com professores de diversos estados do Brasil, o professor de biologia Alexandre Suruí, de Cacoal, conquistou o prêmio “Respostas para o Amanhã”.

O projeto ‘Plantas Medicinais do Povo Paiter: Resgatando os Conhecimentos Tradicionais’, desenvolvido pelo professor indígena Alexandre Suruí concorreu na etapa nacional e foi baseado no uso dos remédios que os índios usavam antes do contato com os não indígenas e que é importante na cura de diversas doenças nas tribos de Rondônia.

Alexandre Suruí é professor do 2º ano da Escola Indígena Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Sertanista José do Carmo Santana”, da aldeia Gapgir, na Linha 14, em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, e desenvolveu o projeto com os estudantes do 2º ano do ensino médio.

O secretário de Estado da Educação de Rondônia (Seduc), Waldo Alves, retornou nesta quarta-feira (6) da reunião ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), realizado em Bonito (MS), e tomou conhecimento da conquista do prêmio para a educação de Rondônia.

“Em nome do governador Confúcio Moura e de todos que compõem o quadro de gerentes, diretores, coordenadores, professores, trabalhadores em educação e os técnicos da Seduc, parabenizo o professor Alexandre Suruí pela conquista do prêmio “Respostas para o Amanha”, o que mostra que o governo de Rondônia começa a colher resultados positivos das ações, programas e projetos que estão sendo realizados para a melhoria da qualidade da educação”, parabenizou o secretário.

A Gerente de Modalidades Temática Especiais (Gemte) da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia, professora Ana Lúcia da Silva Silvino Pacini, e o coordenador de Educação Indígena da Seduc, cacique Antônio Puruborá, ficaram felizes com a conquista do professor indígena e enviaram cumprimentos ao professor Alexandre pela conquista e afirmou que o prêmio é uma Iniciativa da Samsung, com coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e  que está em sua 4ª edição.




comments icon 0 comments
0 notas
Visto 29
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *