Governo do Pará pode assumir processo de estudos de dragagem do canal até Vila do Conde

1


O governo do estado pode assumir o Processo de Manifestação Pública de Interesse (MPI) que vai proceder aos estudos de dragagem do Canal do Quiriri, principal meio de acesso ao Porto de Vila do Conde, em Barcarena. A garantia de delegação ao estado da MPI foi dada pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella, nesta terça-feira (14), ao secretário de Desenvolvimento, Mineração e Energia do Pará, Adnan Demachki, durante audiência em Brasília. O senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA) participou da reunião, que contou ainda com a presença de técnicos do ministério, entre eles, Dino Antunes Dias Batista, secretário de Fomento e Parcerias do Ministério dos Transportes.

O Governo do Pará já havia dado início ao processo de estudos de dragagem para que o porto de Vila do Conde, em Barcarena, receba navios do tipo “Capesize”, com capacidade para até 220 mil toneladas de carga.

Incentivada pelo governo estadual, a DTA, empresa especializada em engenharia de portos e dragagem protocolou em julho deste ano, um pedido de PMI para estudos de dragagem dos canais do Quiriri e do Espadarte que dão acesso ao porto. A profundidade dos canais, hoje, é de 13 metros, limitando o acesso a navios com até 70 mil toneladas. Com a dragagem, a profundidade do canal chegaria a até 20 metros, permitindo o acesso de navios de maior calado e capacidade de carga já exigida por importadores de produtos da maioria dos países da Europa, China, além dos Estados Unidos, principais parceiros comerciais do Brasil.

Ao ser informado da MPI, o ministro Maurício Quintella disse que “em face das dificuldades do governo federal na operacionalização do processo, ele poderia delegá-la ao Estado”, o que de pronto foi aceito pelo secretário Adnan Demachki, tamanha é a importância do empreendimento pra economia paraense. “O governo federal dará todo apoio necessário a esse projeto e uma das saídas é a delegação para que o estado faça a PMI”, disse Maurício Quintella. “Vamos reunir também com os membros do Programa de Parcerias de Investimentos para que seja tomada uma decisão o quanto antes nesse sentido e os estudos comecem logo”, concluiu o ministro.

Para o senador Flexa Ribeiro, a decisão do ministro mostra que o governo federal “acredita na agilidade do governo do Pará em dar andamento aos seus projetos de infraestrutura”.

Para o secretário Adnan Demachki, a reunião deu um novo ânimo e indicou um caminho objetivo para a melhoria do Porto de Vila do Conde. “Havendo os estudos e ocorrendo a dragagem, será algo extraordinário pra economia paraense, não tenho dúvidas que será um divisor de águas pra economia do Estado”, disse o secretário. “A economia paraense há muito tempo precisa de um porto a sua altura e hoje houve esse compromisso do ministro para que seja feita a delegação”, afirmou.




comments icon 0 comments
0 notas
Visto 30
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *