“Igarapé” leva o ritmo do Carimbó ao Teatro Waldemar Henrique

1


Curimbó, maraca, pau de chuva e cordas são alguns dos instrumentos utilizados no espetáculo “Igarapé”, que se apresenta ao som do ritmo mais popular paraense: o Carimbó. O projeto foi contemplado no Edital Pauta Livre 2017 do programa Seiva, promovido pela Fundação Cultural do Pará (FCP) e sobe aos palcos do Teatro Waldemar Henrique neste domingo, 17, homenageando a cultura amazônica, às 11h.

O espetáculo é um projeto independente, manifestado pelo ator e diretor Gleyson Almeida, formado pela Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará. A inspiração do trabalho surgiu por meio do próprio nome de sua cidade de origem: Igarapé-Miri, que na língua tupi-guarani significa “Caminho de canoa pequena”.

Por meio das artes integradas do teatro, dança, música, literatura e poesia, a apresentação tem como base musical o Carimbó, ritmo que cria uma atmosfera miscigenada. Gleyson Almeida trabalha com técnicas da “Arte sem mistérios”, com elaborações e trocas de figurinos compartilhados na hora da apresentação e em frente ao público.

O artista comenta esta iniciativa. “O processo é aberto e inacabado, como proposta de praticar a arte viva e não fechada, uma possibilidade de um novo teatro ou pós-teatro, que é um termo ensinado pelo mestre do teatro brasileiro Amir Haddad. É um projeto genuíno de dentro pra fora, que realizo com muita garra e vontade”, destaca. O espetáculo terá a participação especial da cantora Gina Lobrista.

Serviço:
Espetáculo Igarapé
Data: 17 de setembro
Horário: 11h
Local: Teatro Margarida Schivasappa
Ingresso: R$ 20,00
Informações: (91) 993538034

*Colaboração: Jacqueline Menezes




comments icon 0 comments
0 notas
Visto 37
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *