#NovembroAzul: urologista tira dúvidas sobre câncer de próstata

2


Com o objetivo de alertar a população masculina sobre a importância dos exames preventivos para o diagnóstico de câncer na próstata, foi criado o Novembro Azul.

Apesar dos avanços, porém, os cuidados da saúde do homem ainda deixam a desejar. Parte do descuido, especialmente quando se trata da próstata, se dá por conta do preconceito, como explica o urologista Felipe Costa, do Hospital do Homem.

“Infelizmente, ainda há muito receio por parte do público masculino ao exame do toque retal”, atesta o especialista. “Mas isso vem melhorado um pouco ao longo dos anos. Associado ao tabu de ser um exame mais invasivo e mexer com a sexualidade masculina, o homem acaba ficando com um pouco mais de receio de ir ao médico”, explica.

Costa lembra que o exame é extremamente rápido e conta com anestésico local para diminuir o possível incômodo do paciente. “Ainda hoje é uma das formas mais seguras e eficientes que existem para diagnosticar o câncer de próstata de forma inicial”, garante o médico.

Saiba mais:

  • o exame deve ser feito após os 50 anos de idade;
  • homens negros e com histórico familiar com casos de câncer abaixo dos 60 anos precisam fazer o exame aos 45 anos de idade;
  • o câncer de próstata é silencioso. Em casos raros, o indivíduo tem dificuldade para urinar ou sangramento ou até dores no pé da barriga;
  • o exame deve ser feito anualmente.

O post #NovembroAzul: urologista tira dúvidas sobre câncer de próstata apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.




comments icon 0 comments
0 notas
Visto 28
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *