Polícia Civil leva projeto social ao bairro do Coqueiro


O projeto social “Mulher Respeitada é Mulher Empoderada”, da Polícia Civil, que garante atendimentos gratuitos voltados à comunidade – em especial, às mulheres – será levado neste sábado (16) e domingo (17) ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) instalado no complexo da Cidade Nova 6, em Ananindeua. Com o apoio de uma Unidade Móvel, será possível registrar e iniciar a apuração de denúncias de violência doméstica contra a mulher. No mesmo local, haverá serviços como emissão de carteira de identidade, embelezamento, testes rápidos de saúde, palestras sobre violência doméstica e familiar, atividades culturais, atendimento jurídico e social.

No sábado (16), das 8h às 12h, serão oferecidos serviços de saúde, como testes de HIV, glicemia, hepatites, verificação da pressão arterial e vacinas. Além disso, o público terá acesso a serviços estéticos (limpeza de pele, maquiagem e corte de cabelo) e emissão de documentos, além de orientações jurídicas e sociais.

Nos dois dias da programação, a Delegacia Móvel ficará disponível para efetuar registros de ocorrência, pedidos de medidas protetivas e instauração de inquéritos policiais, para viabilizar o atendimento mais rápido e humanizado às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

Na última ação social do projeto realizada em Ananindeua, dias 26 e 27 de agosto, mais de 1,9 mil pessoas compareceram à sede do Clube São Francisco, no bairro do Curuçambá. O balanço dos atendimentos somou 14 denúncias de violência contra a mulher – uma delas se tornou inquérito policial com pedido de medidas protetivas à vítima -, seis depoimentos prestados, cinco casos encaminhados à Defensoria Pública do Estado e 13 orientações jurídicas.

Ao todo, 100 carteiras de identidade foram emitidas e 60 pessoas assistiram às palestras sobre violência doméstica. Os serviços de saúde somaram 284 testes rápidos de HIV e Sífilis, verificação da pressão arterial e vacinação. Outras 17 pessoas receberam atendimento médico, 80 receberam cortes de cabelo e dez participaram de uma oficina de culinária. Foram distribuídos, ainda, 800 kits com material educativo sobre violência contra a mulher.

O projeto “Mulher Respeitada é Mulher Empoderada” visa atender as demandas mais urgentes das comunidades, principalmente das mulheres, oferecendo assistência à população. O projeto continuará levando uma Delegacia Móvel aos bairros de Ananindeua, até que seja inaugurada à Divisão Especializada no Atendimento a Mulher (DEAM) no município. 

Coordenado pela delegada da Polícia Civil Aline Boaventura, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV) da Polícia Civil, o projeto conta com parceria do Conselho Municipal de Políticas Públicas para Mulheres de Ananindeua, Centro de Referência de Atendimento em Situação de Violência (CRAM), Serviço Nacional do Comércio (SENAC) e Ordem dos Advogados do Brasil seção Pará (OAB).

Serviços: Projeto social “Mulher Respeitada é Mulher Empoderada” no bairro do Coqueiro

Dia 16
Ação social, de 8 as 12 horas
Delegacia Móvel, até 18 horas

Dia 17
Delegacia Móvel, até 18 horas

Local: Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do Complexo da Cidade Nova VI
Endereço: Rua SN 22, entre WE 84 e WE 87, bairro do Coqueiro – Ananindeua 




comments icon 0 comments
0 notas
Visto 25
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *